Château de la Mallevieille, Côtes de Bergerac Blanc Moelleux AOC 2010

Esgotado Château de la Mallevieille, Côtes de Bergerac Blanc Moelleux AOC 2010
  • País
    França
  • Região
    Sud Ouest
  • Apelação
    Cõtes de Bergerac AOC
  • Produtor
    Vignobles Biau, vigneron indépendant
  • Vinícola
    Château de la Mallevieille / Montfaucon, Dordogne
  • Tipo
    Branco
  • Safra
    2010
  • Composição
    90% Sémillon 10% Sauvignon Blanc
  • Colheita
    Manual. Máxima importância dada à maturidade das uvas.
  • Fermentação
    Temperatura Baixa
  • Maturação
    Em tanque de aço inox
  • Volume
    750 ml
  • Grad. Alcóolica
    11,4%
  • Temperatura Ideal
    10 a 12ºC
  • Sugestão de Guarda
    Pronto para consumo, até 5 anos
  • Comercialização
    Vinhos Everest Vinhos Franceses
  • Vinificação
    Maceração 10 à 20 dias
Notas
"Robe" amarelo claro com reflexos esverdeados. Aromas de frutas como maracujá, pêssego, maçã verde e notas agradáveis de flores brancas. Bom equilibrio entre frescor e suavidade; vinho leve e redondo. "Moelleux", segundo a classificação francesa, são vinhos com teor de açucar superior aos secos, mas que não chega à serem licorosos. Ganham essa denominação em virtude de apresentarem um paladar aveludado e levemente "cremoso" (moelleux significa macio em francês). São vinhos de testura "aconchegante" e difíces de serem encontrados no mercado brasileiro.

Premiações

Concours Général Agricole

Safra 2006 Medalha de Ouro no Concours Général Agricole de Paris 2007.

Concours Général Agricole

Safra 2010 Medalha de Ouro no Concours Général Agricole de Paris 2011.

Sobre o Produtor

Esta região, berço do famoso filósofo Michel Eyquem de Montaigne, tem preservado o charme natural que ele descreveu com talento: "As vinhas são jardins e campos de recreio e de beleza singular, onde aprendi o quanto a arte poderia ser bem utilizada para descrever um lugar de vales, de montanhas e de relevo irregular".

Localizada na margem direita da Dordogne, esta antiga estalagem do século XVIII entre Saint Émilion (à 30 km de Saint èmilion) e o Périgord deu seu nome ao vinhedo de 30 ha. Édouard Féret, no seu livro escrito em 1903 sobre os vinhos Bordeaux, mencionou esta vinícola produzindo naquela época oito pipas de vinho tinto.

Desde 1983, Philippe e Hélène Biau produzem, das vinhas que sobem as encostas orientadas sul- sudoeste, vinhos respeitando a tradição e o "savoir faire". O clima é oceânico temperado, o solo é pedregoso típico de geleiras e areia do Périgord.

Basta um clique nas imagens para ampliá-las.

Harmonizações

Confira mais Sugestões